domingo, 4 de setembro de 2016

Onde estou na Sociedade?

Talvez eu coma e beba como você;
Posso até gostar de algo em comum com alguém;
Tenho as mesmas necessidades que qualquer pessoa normal tenha.
Fui gerado da mesma forma dos demais...
Para minha existência foi cedido o mesmo espaço para sobrevivência...
Assim como para todos, me foi ensinado os 4 elementos formadores de caráter: 
Bem e Mal, Verdade e Mentira!


Um mundo diferente foi me apresentado quando pisei do lado de fora da casa daqueles que me amam.
Novos educadores me foram apresentados...
Livre arbítrio, liberdade, direito de escolhas...
Com o tempo, uma série de escolas me expulsaram, cujo motivo era não ter espaço para "Deficientes"...
Alegavam que eu não enxergava o que me era mostrado, não ouvia o que era dito, não compreendia o vocabulário imposto, não acompanhava os mesmos passos...
Aprender a conviver e aceitar as limitações de minhas deficiências, é e será o meu maior desafio, mesmo por que ser diferente me torna especial...
Quanto maior a quantidade de integrantes de uma tribo, grupo, comunidade ou sociedade for, maior será o seu conforto, maior será o calor humano, menor será a carência, maior será a interatividade entre si, menor a solidão...


Os deficientes são uma minoria, uma minoria muitas das vezes esquecida, que tiveram de superar várias barreiras para alcançar seus objetivos, tiveram de desenvolver outras habilidades para suprir suas deficiências, abrir mão do conforto da dependência e encarar a dificuldade da superação...
Este sou eu, mais um dia, mais uma luta, estou misturado nesse grande mix chamado Sociedade, formado de carne e osso. Meu rosto é facilmente confundido com outros.
A normalidade de um cidadão é feita através do padrão imposto pela maioria, ou seja, o que você vê, ouve, fala ou faz é o que te torna "NORMAL ou DEFICIENTE"
Atualmente o "NORMAL" cegou minha visão, ensurdeceu meus ouvidos, emudeceu meu falar, aleijou minhas pernas...


domingo, 2 de fevereiro de 2014

Uma coisinha complicada: AMOR...

Escute a música abaixo enquanto lê:

Aerosmith - I Don't Wanna Miss A Thing


Hoje, depois de tanto tempo sem ter coragem de escrever, notei que um texto meu escrito a quase 4 anos atrás, ainda percute.
O amor não foi feito para mim, foi escrito num momento de raiva e indignação pela minha vida amorosa. De uma vida onde nunca havia tido um amor verdadeiro, um relacionamento e um convívio de partilha e confiança com outro alguém.

Ao ver as estatísticas de como acharam meu texto no Google, boa parte dessas pessoas pesquisaram "o amor não é pra mim". Admito que fiquei um pouco espantada, porque temos mania de achar que só a gente pensa ou se sente dessa forma, aí quando vamos ver, existe um mundão lá fora cheio de pessoas que concordam contigo.

Mas depois de alguns anos e de alguns relacionamentos, posso garantir que O AMOR FOI FEITO PARA TODOS.

Não estou dizendo por ser a mulher mais amada ou porque tenho um amor correspondido, muito pelo ao contrário, sou um péssimo exemplo de "e viveram felizes para sempre"... Porém já vivi um amor verdadeiro, um amor que nunca irei esquecer. Já me senti amada, que me fez saber o que é querer ter outro alguém pra quem dedicar e querer ser feliz ao lado dela...

A desilusão, a traição, o desinteresse, o abandono ou a partida da pessoa amada, fazem com que nos fechemos para esse sentimento tão complicado. Achamos que sofrer é tão digno quanto o tamanho da dor de estar solitário. Nos culpamos e achamos que há algo errado em si pelo fato do caminho não ter seguido como queria.

Na verdade, tudo isso faz parte do amor. Ninguém disse que seria fácil. Assim como também nunca nos disseram o quanto ele é lindo quando é sincero e puro.



Digo isso por ter visto o poder de um "Eu te amo", dito com o coração aberto. Naquele dia (um dos mais felizes da minha vida inteira aliás), vi aqueles lindos olhos cor de mel brilhando de tal forma que parecia que eu havia revelado o segredo do universo. Nunca tinha sentido aquilo, foi uma explosão de sentimentos, o coração que não cabia no peito, uma vontade de rir loucamente, um medo de ter sido precipitada, a vontade de sair correndo e pegar o próximo metrô, vontade de gritar pra todo mundo ouvir. Era o meu mundo girando ali ao meu redor misturado com as melhores sensações que já senti. 
AQUILO ERA O AMOR!

Então, por favor, não desanimem, acreditem em mim, o AMOR sempre chega. E aí quando a felicidade te laçar, segure bem forte e aproveite o máximo que puder dela. A vida é curta demais para não aproveitarmos da melhor criação de Deus, o AMOR



Se o AMOR não chegou em você ainda, então se ame... assim nunca se sentirá desamparada.

Referência ao texto: http://floresquevoam.blogspot.com.br/2010/05/o-amor-nao-foi-feito-para-mim.html

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Somos o que somos...

Em qual ponto percebemos que mudamos? Quando notamos que amadurecemos? Sabemos lidar com situações que nos provocam ou nos tiram do estado de si próprio? Perguntas... são sempre elas que vivem nos nossos pensamentos, questionando cada atitude tomada, cada sentimento sentido ou cada problema a ser enfrentado. Nossa vida é como um questionário, como uma prova onde as respostas mais completas e certas, são aquelas que chegam o mais próximo de dentro de nós.


Quem nunca se perguntou "para onde vamos?" ou "o que somos?". As dúvidas são feitas para refletirmos e não estagnar no mesmo lugar, nos mesmos pensamentos e nas mesmas emoções. O ser humano é um giro de 360 graus constante e infinito.Somos diversas facetas... 

Somos o as pessoas querem que sejamos...
Somos quem sempre sonhamos em ser
Somos da forma que escolhemos
Somos aqueles perante uma sociedade
Somos conforme seu humor do dia
Somos divertidos em festas
Somos apenas velhos, adultos e crianças
Somos secretos entre o "eu e eu"
Somos apenas fotos, roupas, comidas
Somos quem não conseguimos ser
Somos fracassos, lembranças e esperanças
Somos a alegria e a tristeza de momentos
Somos máscaras



Mas será que realmente conseguimos alcançar quem realmente somos? Aquele "somos" tão profundo mas tão profundo que acaba sendo misturado com todos os outros "somos" exterior que nem tiramos o original do fundo a gaveta do nosso ser? 




Eu particularmente, tenho muitos problemas com o meu "somos".. Me pego pensando em como era criança, lembranças que já foram apagadas.. algumas devido a mudança drástica de personalidade.. Na adolescência, poucas coisas foram boas, mas muitas foram usadas como degrau para diversas mudanças e um salto enorme para a parte mais difícil de nossas vidas... a vida adulta. Essa no qual eu me encontro atualmente, muito mais confusa, cheia de dúvidas, um tanto distorcida do que era esperado. Tento localizar pontos do meu passado para saber se hoje carrego algum elemento dos tempos que já se foram. Procuro algo como um tesouro, mas eu perdi a bússola e me sinto perdida no meio de caos que se passa dentro de mim.




Somos o que somos, mas vivemos num constante giro como a Terra em torno do Sol. Mas se o Sol é fonte de energia, por que não é ele que gira em torno da Terra? Porque nós, a Terra, sentimos essa necessidade de girar em algo que nos toque para frente e que nos dê um força para que mudemos sempre, porém, nunca deixar de ser aquilo que lhe propulsiona a ser quem você é realmente. 

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Como pedir desculpas?

Eu sei... para quem lê o meu blog, estou a séculos sem postar uma palavrinha se quer. Isso é culpa das minhas inspirações que vem e vão rapidamente, culpa da falta de tempo para escrever  pois meus pensamentos estão em mil lugares ao mesmo tempo.
Mas no fundo, sinto essa necessidade enorme de escrever, mas admito que muitas vezes tenho medo das palavras que possam sair e que elas possam transformar o mundo a minha volta de uma forma negativa.



Bem, prometo (e se prometo eu cumpro) escrever sempre que puder e não demorar tanto tempo assim para me "aliviar" (rs).

terça-feira, 15 de março de 2011

Sonhos...

Chega até ser estranho eu ter pensado todas essas coisas após ter visto o filme "Bruna, Surfistinha", mas passei a refletir mais nas coisas que quero na vida. Não que pra conseguir uma independência vá virar garota de programa como ela, mas pensei nos custos e nas provações que temos que passar pra alcança aquilo que queremos..



Sonhos... eu fico pensando, será que TODO MUNDO tem um sonho? Bem, sei que todos já sonharam algum dia, pois todos nós já fomos crianças um dia e crianças sonham...quer dizer, criança é um sonho ambulante!
Quem nunca quis ser um super herói? (no meu caso eu queria ser uma sereia rs)
Quem nunca achou que era um astronauta e estava indo para a Lua?
Quem nunca brincou de novela, achando que era um personagem?
Quem nunca pegou algo circular e fingiu estar num carro de corrida e saía correndo pela casa?
Quem nunca pegou uma boneca e um boneco e os faziam se beijar, imaginando que assim seria o seu primeiro beijo?
Quem nunca desenhou a sua casa do futuro, cheio de naves espaciais em volta?
Quem nunca colocou um travesseiro na barriga, achando que estava grávida?
Quem nunca subiu em um balanço e achou que tinha virado um pássaro e que estava voando?
Quem nunca colocou a roupa do pai ou usou a maquiagem da mãe e brincou de ser adultos?

Bem, quando crianças nossos sonhos são  fantasias, são pedaços de alegrias contidos numa mente criativa sem limites e sem final. 



Acredito que é a partir daí que uma criança cria o seu caráter. Por exemplo, se duas crianças acreditam em Papai Noel, uma pobre e uma rica. A que cresceu na pobreza, sem carinho, sem atenção, criará seus sonhos a partir de uma vida melhor, de expectativas, de esperanças. Seu objetivo na vida será sempre alcançar aquilo que não teve e pouco a pouco deixará de sonhar, pois chegará um dia, que os sonhos passarão a ser bobagens. Para uma criança rica, o sonho é o poder, também será o de alcançar o que quer mas de maneira diferente, porque já tem tudo. Ela crescerá achando que sonho é ter dinheiro, quem tem mais realiza-se mais. Mas nunca são totalmente felizes. Então se essas crianças tivessem que pedir algo ao Papai Noel, a criança pobre pedirá um carrinho de plástico, um saco de feijão pra família, um teto pra morar ou algo que não possui e que o deixa infeliz. A criança rica, provavelmente irá pedir um brinquedo caro, um tênis caro, ou uma das maravilhas do mundo (risos) mas isso tanto faz pra ela, porque ela sabe que se o Papai Noel não der, os seus pais darão.



Com base nesse exemplo maluco que dei, então fico imaginando... mesmo que cada um tenha tido uma criação diferente, será que TODOS ainda tem um sonho? Porque sabemos que as opiniões mudam, os gostos mudam até os pensamentos mudam. Dizíamos que iríamos nos tornar veterinários e acabamos sendo advogados. Dizíamos que iríamos ser cantores famosos e acabamos atrás de um Headset atendendo ligações de telemarketing. 


A vida é inconstante, não sabemos o que tem pela frente, então nos prendemos ao que queremos para esse futuro incerto e tão misterioso.. Assim que defino o SONHAR!!

Sonhar não custa nada, não tira pedaço de ninguém.. Só não podemos viver de sonhos porque a vida não vai pra frente. E não há nada melhor do que fazer esse sonho se tornar realidade!! Os sonhos são escolhas, basta a gente querer...


"O sonho é a satisfação de que o desejo se realize." (Freud)


OBS. sobre o filme "Bruna, Surfistinha" eu recomendo.. Vá assistir com seu namorado(a), amigo(a), irmão(ã) mas só não assista com sua mãe, porque ela pode ficar constrangida.. kkkkkk

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

O Retorno

Uau!! A quanto tempo eu não passo por aqui. 

Queria pedir desculpas a quem acompanhava mas estive sem inspiração para escrever.
E voces sabem que não gosto de escrever por escrever, porque seriam palavras jogadas ao vento, sem serventia ou qualquer utilidade.
Enfim.. estou de volta galera!! :^)

sábado, 10 de julho de 2010

Instinto...


Penso nisso desde a minha "quase" primeira briga na rua. Lembro do modo como eu estava: punhos fechados, peito estufado, olhos arregalados, uma coragem de Super Homem e uma adrenalina que subiu a cabeça de uma forma e uma rapidez inexplicável. Foi a sensação mais descontrolada que já tive na minha vida. Poderia ter cometido uma loucura naquela hora. Acho que vou o signo falou mais alto nesse momento, porque depois era como se eu tivesse acordado de um transe e voltado para o mundo real. Foi o Instinto que promoveu tudo isso em segundos!!



Queira ou não, o instinto comanda o nosso corpo e mente. Pense nas vezes que você atacou uma comida ou um doce, por causa do seu desejo de comê-lo. Pense nas vezes que brigou na rua com outras crianças porque alguém te chamou de um apelido insuportável ou te xingou. Não me diga que nunca sentiu vontade de pular no pescoço daquele seu chefe mala insuportável. Você já deve ter pensando em se esfregar nas paredes quando estava com aquela catapora que coçava mais do que um circo de pulgas. Ou das vezes que mergulhou no mar e desejou ser um peixe para sair nadando mundo afora. Qual é a mãe que não defende um filho em qualquer situação de perigo? Quem nunca sentiu vontade de ter asas e literalmente voar, para sentir o vento no seu rosto? Olha que eu nem falei em matar, porque esse é um desejo muito cruel. Sexo.. existe um instinto mais forte do que esse? Um desejo que brota entre duas pessoas para sentirem um êxtase de prazer.


Mas o que nos diferencia dos animais? OK OK, a resposta é fácil, nós somos racionais. Mas tão racional que em meio a todos esses estímulos que nos são provocados, conseguimos parar para pensar se é certo ou errado, se vamos ter consequências ou não, nos prós e nos contras, se vale a pena ou não... enfim, conseguimos nos abster do inconsciente e do descontrole.


Porém, vamos concordar ... o instinto é um tanto tentador!!

segunda-feira, 21 de junho de 2010

A infância dos anos 90


Éramos felizes e não sabíamos!


Em meados dos Anos 90...

  • Não existia Orkut, aliás, poucas pessoas tinham computador
  • Garotos de 13 anos usavam roupas remendadas pela mãe
  • O Mc Donald's custava R$ 4,50
  • Meninas de 11 anos brincavam de bonecas (era um sonho ter uma Barbie)
  • Meninos de 13 anos assistiam Cavaleiros dos Zodíaco e Dragon Ball Z
  • Existiam as Chiquititas e não Rebeldes
  • Plutão ainda era um planeta
  • Festas de 15 anos não eram eventos/shows
  • As MÚSICAS tinham coreografia
  • Tênis de luzinha era essencial
  • Kinder Ovo custava R$ 1,00
  • Juntávamos 8 códigos de barra do leite da Parmalat e mais R$8,90 pra conseguir os mamíferos de pelúcia..
  • Quem não lembra do chocolates da Turma da Mônica ou das Tortuguitas?
  • Chaves e Chapolin era a maior diversão da TV
  • Dançávamos o É o Tchan sem nem pensar no significado real e malicioso das músicas..
  • Pessoas REALMENTE se conheciam... e não pelo Orkut como hoje
  • Quem nunca experimentou um Dipn'lik ou teve um Pirocóptero??
  • Fazíamos bagunça com massinha de modelar e Amoebas...
  • Escutávamos o Walkman, e não um MP3, MP4... MP200
  • Maquiagem era coisa de gente grande
  • Fotos eram tiradas para recordarem um momento e não para serem colocadas no Orkut
  • Para saber da vida de alguém, só lendo os Cadernos de Perguntas que fazíamos
  • CRIANÇAS tinham Bichinho Virtual e não Celular
  • Não existiam EMOS
  • Existia o Mania... o chocolate proibido para adultos...
  • Crianças se divertiam ao ver palhaços, que tinham brincadeiras inocentes
  • Mandávamos cartinhas para dizer que amava alguém... não por scraps!!
  • Merthiolate ardia
  • Chuck, o Brinquedo Assassino era um filme de terror que realmente dava medo
  • Comprava biscoitos da Elma Chips só para pegar o Tazo
  • Dava para ficar em casa aos domingos  só para ver TV
  • Não podia deixar comida no prato
  • Comprava uma penca de doces por R$ 1,00
  • Não existiam High School Musical, RBD, Crepúsculo ou Pulseira do Sexo
  • Assistia Disney Club (ou TV Cruj), Mundo de Beakman, Cocoricó, RáTimBum, Senta que lá vem história e entre vários clássicos da TV Cultura
  • Brincava de taco, amarelinha, queimada, rouba bandeira, passa o anel (que vinha no chiclete), entre muitos outros..
  • O vídeo game mais sofisticado que tinha era Nintendo
  • O pé era um casco de tanto andar na rua descalço
  • (...)

E poderíamos acrescentar muito mais.
Antes o mundo não tinha tanta maldade como tem hoje em dia, antes a vida era mais simples baseadas em coisas simples.


Obs. Obrigada Buh, por me lembrar de algumas dessas pérolas infantis